Conceitos Orçamentários

Os Três Pontos De Atenção Antes De Elaborar Um Orçamento Empresarial

Tres pontos Orçamento Empresarial

Fonte da Imagem: https://www.pexels.com

O orçamento empresarial tem diversos papeis que são fundamentais para o desenvolvimento de qualquer organização, fazendo que seja uma das ferramentas mais importantes para apoiar a gestão corporativa.

Antes de iniciar a elaboração de regras de projeção orçamentária, existem três pontos de atenção que devem ser analisados para evitar que modelos inadequados sejam construídos, sendo eles:

 

Existem negócios que apresentam características específicas e que geram processos contábeis particulares, tais como, regras de apropriação, ativação de gastos e métodos de amortização.

Para elaborar um orçamento empresarial, é fundamental que o responsável tenha amplo conhecimento sobre os detalhes do processo contábil da empresa, pois dele devem ser derivadas regras gerenciais que reflitam de maneira satisfatória as movimentações financeiras.

As regras orçamentárias não devem ser construídas através da realização de lançamentos contábeis, pois o orçamento empresarial é elaborado através da projeção de movimentações de saldos, ou seja, sua construção utiliza a contabilidade gerencial.

Iniciar a construção de um orçamento empresarial sem ter certeza de que há pleno domínio das regras contábeis do negócio pode gerar modelos de projeção totalmente inadequados para a realidade da companhia.

 

Outro ponto fundamental para começar a elaboração do orçamento de uma empresa é a definição de sua estratégia de longo prazo, a qual deve ser baseada na compreensão sobre o que se espera atingir nos próximos anos, na imagem a ser gerada no mercado e no entendimento sobre quais seus planos de maneira geral, tais como, atuação em outros mercados e desenvolvimentos de novos produtos.

Com base no direcionamento estratégico, a empresa definirá os objetivos a serem atingidos, considerando os vários aspectos de seu negócio.

Um objetivo orçamentário deve ser claro e definido, a ponto de permitir que os gestores responsáveis pela execução, quando o receberem, saibam exatamente o que se espera de sua atuação, permitindo a elaboração de planos viáveis para sua execução.

Somente com definição clara dos objetivos, as metas podem ser corretamente estabelecidas para que o planejamento orçamentário tenha a possibilidade de ser adequadamente elaborado para facilitar a execução da estratégia da empresa.

A definição de objetivos inadequados ou vagos pode fazer com que todo o planejamento orçamentário direcione os esforços da empresa para caminhos incorretos.

 

Ao iniciar a análise do modelo orçamentário a ser construído, o gestor responsável deve procurar identificar o que se pode chamar de fator limitante orçamentário da empresa. Este seria a etapa que a impediria de aumentar sua atividade,  sendo assim, o limitador do negócio.

O fator limitante deve ser a referência para o início das projeções e, neste caso, podem ser consideradas duas possíveis alternativas de lógica de construção. A primeira seria iniciar exclusivamente pela fase que limita o negócio e a segunda gerar um processo cíclico de projeção e validação entre as áreas que com ela se relacionam.

Muitas vezes, há o conceito pré estabelecido de que uma projeção orçamentária deve ser iniciada por vendas. Isto se deve ao fato de que, normalmente, as empresas encontram a sua limitação concentrada na capacidade de colocar no mercado tudo aquilo que têm possibilidade de realizar. Neste caso, o seu fator limitante orçamentário realmente é vendas e as suas projeções devem ser iniciadas por esta etapa do processo.

Desta forma, aqueles gestores que pretendem implantar  um processo orçamentário desde o seu início devem ter a certeza de que todas as etapas que envolvem o negócio foram compreendidas e identificar seu fator limitante.

 

Desta forma, para a adequada elaboração de um orçamento empresarial é importante que o gestor responsável tenha atenção a estes três itens, pois, caso contrário, podem ser desenvolvidos modelos que não representam adequadamente o negócio ou que sejam criados processos que não atendem as particularidades da organização.

 

 

Sobre o autor:

Louremir Reinaldo Jeronimo é  Doutor em Administração de Empresas pela Escola de Administração de Empresas de São Paulo, da Fundação Getulio Vargas – FGV EAESP. Professor convidado dos cursos de MBA do FGV Management e FGV In Company (Saiba mais)

 

Artigos relacionados:

O orçamento empresarial e o seu papel

Os Dois Papéis da Contabilidade no Orçamento Empresarial

Contabilidade Gerencial e Financeira: As Duas Visualizações das Informações

A Definição de Objetivos para o Orçamento Empresarial

Fator Limitante Orçamentário – Por onde deve ser iniciado o orçamento empresarial?

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s