Conceitos Financeiros e Contábeis

A Diferença entre Contabilidade e Controladoria

Controladoria e Contabilidade

Fonte da imagem: https://www.pexels.com

A Contabilidade é uma ciência social que, através do registro das movimentações (atos e fatos) mensuráveis monetariamente, gera relatórios para que os interessados possam analisar e conhecer a situação da empresa. Estes podem ser desde os seus gestores, fornecedores, bancos, governo, sindicado ou mesmo clientes.

A sua atuação ocorre desde a abertura de empresas até a organização das informações e documentos relativos às suas operações, além de fornecer controles e relatórios financeiros para apoiar o processo de tomada de decisão.

 

 

A contabilidade empresarial se desenvolveu para coletar, processar, interpretar e comunicar informações aos diversos stakeholders, sendo os principais:

  • Proprietários: fornecem a primeira fonte de capital e esperam retorno sobre os seus investimentos, proporcionais ao risco assumido;
  • Clientes: representam um papel central nos negócios da empresa, pois adquirem serviços ou produtos;
  • Comunidades: têm exigências mais passivas e indiretas com a empresa, relativas ao cumprimento das leis que regulam a forma de interação com ela (comunidade);
  • Funcionários: são recursos dos mais importantes que a empresa utiliza para a criação de produtos e serviços para seus clientes. São responsáveis pelo planejamento, pela execução e pela melhoria das decisões projetadas para que os objetivos dos proprietários sejam alcançados.
  • Fornecedores: são pessoas ou empresas, diferentes dos proprietários e funcionários, que proporcionam bens e serviços de que ela precisa para projetar, fabricar, vender, entregar, financiar (credores) etc.

As informações de natureza econômica e financeira são a base da contabilidade, todavia, um sistema de informação empresarial deve ser capaz de, com um mínimo de esforço (custo), suprir as necessidades das informações de caráter físico e de produtividade.

No entanto, a contabilidade evolui constantemente em virtude de mudanças no ambiente de negócios, na sociedade ou mesmo tecnológicas. As modificações que ocorrem têm sempre o objetivo de melhorar a sua atuação como fornecedora de informações úteis para o processo de tomada de decisão.

Com esta finalidade, surge a controladoria atuando no sentido de compreender a complexidade do processo de tomada de decisão, reconhecendo as particularidades de cada situação e oferecendo soluções específicas para os desafios enfrentados pelos gestores.

 

 

A controladoria é uma área que implementa o processo de gestão e desempenha as funções de planejamento, organização, comunicação e controle, desde a elaboração do planejamento estratégico e tático até a operacionalização e o redirecionamento das ações na organização.

É comum perceber a controladoria sendo definida com duas conotações distintas. A primeira seria uma ramificação ou evolução da contabilidade, que é um ramo do conhecimento, com fundamentos, conceitos, princípios e métodos. A segunda, como um órgão, departamento ou staff dentro do organograma da empresa, com missão, funções e princípios norteadores definidos pelo modelo de gestão.

A diferença entre as duas atuações é que a primeira se volta para o aspecto de processo contábil, ou seja, a sua atividade se volta para os procedimentos e métodos que visam garantir o fornecimento de adequadas informações aos gestores. Por outro lado, a segunda busca garantir a continuidade da empresa, visando a geração de resultados através da integração entre as mais diversas áreas de uma empresa, fazendo uso da contabilidade gerencial.

A controladoria atua no fornecimento de informações, tanto do ponto de vista formal quanto gerencial. Os dois pontos de vista citados devem ser considerados complementares para uma área que realmente queira assumir uma posição estratégica na empresa.

 

 

Para que esta estrutura seja considerada realmente relevante na gestão estratégica de uma empresa, os seguintes papéis devem ser assumidos:

  • Facilitador e coordenador das ações de toda a organização.
  • Participante direto nas atividades de planejamento empresarial.
  • Relacionamento direto com as áreas de operação, colocando-se com a fonte mais adequada de informações para controle.
  • Fornecedor de possibilidades e direcionador das melhores decisões do ponto de vista econômico e financeiro.

Um dos grandes papéis assumidos pela controladoria atualmente é direcionar a organização para a criação de valor para os acionistas, por meio da mensuração econômica do lucro empresarial.

 

Sobre os autores:

Louremir Reinaldo Jeronimo é  Doutor em Administração de Empresas pela Escola de Administração de Empresas de São Paulo, da Fundação Getulio Vargas – FGV EAESP. Professor convidado dos cursos de MBA do FGV Management e FGV In Company (Saiba mais)

Adilson Carlos Yoshikuni é  Doutor em Administração de Empresas pela Escola de Administração de Empresas de São Paulo, da Fundação Getulio Vargas – FGV EAESP. Professor convidado dos cursos de MBA do FGV Management e FGV In Company (Saiba mais)

Artigos relacionados:

Contabilidade Gerencial e Financeira: As Duas Visualizações das Informações

Anúncios

2 respostas »

  1. Apreciei o artigo, estando adequado a este meio.
    Sugiro que, em outra oportunidade, enquadre os perfis de ambos: contador e controller. Creio que será útil para seus leitores. Abs e sucesso!

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.